Mercado

Mexicanos criam “pele” de cacto para substituir couro animal

Dois jovens mexicanos criaram produto resistente e durável.

Dois jovens mexicanos estão desafiando a moda exploratória e mostrando que esta indústria pode sim ser mais sustentável. A inovação de Adrián López Velarde e Marte Cázarez veio justamente de algo muito presente no imaginário do país: o cacto.

O tecido feito com cacto é livre de crueldade animal, livre de produtos químicos tóxicos e parcialmente biodegradável.

“Cortamos as pencas maduras, sem matar a planta, para serem limpas e esmagadas. Posteriormente, são secas ao sol por três dias consecutivos. O processo seguinte é refinar a trituração até atingirmos um nível adequado de pulverização. Então, para esse pó, uma proteína presente no cacto é extraída por meio de um método de congelamento”, explica López.

Ele continua: “Finalmente, é feita uma mistura (que patenteamos) entre esse extrato e o pó de cacto, entre outros aditivos naturais que nos permitem fazer a ligação molecular entre a química sintética e orgânica, preservando o desempenho, a estética e a qualidade do material a ser fabricado”

A mistura obtida em todo esse processo pode ser agregada ao algodão ou poliéster reciclado e até uma mescla destas substâncias -, isso varia de acordo com as necessidades do cliente em “aumentar o conteúdo sustentável do produto.

 

Leia também: 3 dicas para produção do leite orgânico

 

Leia também: biO2 lança lanchonete 100% vegana

 

Fonte: Primeira Página com informações do site Ciclovivo.

Redes Sociais