Inspirações

5 plantas medicinais para substituir o paracetamol e o ibuprofeno

Febre, dor e inflamação são as principais causas que levam ao excesso do uso desses medicamentos.

 

Antigamente se dizia: "bom senso e canja de galinha, com sete dias de descanso é a cura para os males” – de viroses a entorses. Porém, quem é que tem sete dias para descansar e se recuperar naturalmente?

Ninguém. Por isso, buscamos dicas de ervas, plantas, raízes (e por aí vai...) que podem substituir o uso exagerado de medicamentos alopáticos, como o paracetamol e o ibuprofeno. Quer tentar?

  1. Gengibre

Vários estudos realizados na Universidade de Odense, na Dinamarca, apontam que o gengibre (Zinziber officinale) tem efeito anti-inflamatório superior ao do ibuprofeno – fármaco não esteroide dos mais usados.

O gengibre é antibiótico, anti-inflamatório, acalma o sistema digestivo, é eficaz no controle de náuseas e vômitos, acalma a dor de cabeça e a enxaqueca, estimula o sistema imunológico e protege o cólon contra as lesões cancerosas.

Quer mais? Ok! Ele ajuda em processos de desintoxicação alimentar, alivia a dor da artrite, osteoporose e muscular, alivia os sintomas de inflamação, protege contra a formação de úlceras estomacais e seu uso ainda é benéfico no combate das doenças arteriais coronarianas.

  1. Salgueiro-branco

Do salgueiro branco (Salix albausa-se a casca como analgésico, anti-inflamatório, antipirético, anticoagulante, calmante, adstringente e desintoxicante. Comumente, ele é usado em tratamentos de dores de cabeça e enxaqueca (junto com unha-de-gato e anis-estrelado, para suavizar seu sabor amargo), dores menstruais e ciáticas, fibromialgia, dores musculares e reumáticas.

  1. Unha-de-gato

É um poderoso anti-inflamatório, eficaz para tecidos e terminações nervosas, descongestionante, bactericida, desintoxicante renal e intestinal e ainda promove a cura em casos de diverticulite, colite, hemorroidas, fístulas, gastrite e úlceras.

É boa também para sarar parasitoses, desequilíbrios da flora intestinal e doença de Crohn. Alivia alergias, bronquites e asma. Como antiviral, já demonstrou sua eficácia em herpes genital, herpes Zoster e Aids. 

  1. Boswellia

Esta planta é um potente anti-inflamatório e muitos estudos demonstram sua eficácia em comparação com os não esteroides. A boswellia tem sido usada eficazmente em casos de artrite reumatoide, asma, alergias, colite ulcerativa, doença de Crohn, inchaço das articulações e inibição de células cancerosas.

  1. Pimenta

O princípio ativo curativo da pimenta (Capsicum spp.) é a capsaicina – uma resina bem oleosa. Nossa querida pimenta tem poderosa ação analgésica, pois inibe a liberação do principal neurotransmissor dos estímulos de dor, consequentemente, bloqueando a sua transmissão.

Seu uso aumenta a liberação de endorfinas pela glândula pituitária e o hipotálamo. Também é eficaz na redução dos níveis de lipídios no sangue e ajuda a equilibrar os níveis de açúcar.

 

Leia também: 3 modelos de vasos que vão além da utilidade

Leia também: Tendência: plantas permanentes

 

Fonte: Primeira Página

Redes Sociais