press releases

Segundo dia de BIO BRAZIL FAIR e NATURALTECH, veja um pouco do que rolou

Vereador Eliseu Gabriel fala sobre a importância da energia solar: “Democrática e importante para o meio ambiente”

A energia solar é um dos temas mais discutidos dentro da pauta sobre sustentabilidade, uma vez que a fonte dessa energia é considerada a mais acessível e democrática de eletricidade. Mas, agora, é a hora de ampliar a sua utilização e discutir outras questões relacionadas à legislação para que essa opção seja uma realidade na vida dos brasileiros.

Para trazer um pouco do debate político sobre energia solar para a BIO BRAZIL FAIR | BIOFACH AMERICA LATINA e NATURALTECH, o espaço Thinking Green, projeto especialmente desenvolvido pelo portal Organics News Brasil para o evento, convidou o vereador Eliseu Gabriel, autor da proposta de Política Municipal de Energia Solar para a cidade de São Paulo, a participar do ONB Solar Talks.

A proposta do vereador de transição energética é considerada uma grande oportunidade para a maioria dos cidadãos e empresários, que poderão ter a energia solar como alternativa ao desafio de minimizar custos.

De acordo com o vereador Eliseu Gabriel, as discussões estão ocorrendo na Câmara Municipal e, paralelamente, a Prefeitura de São Paulo está sendo ouvida para que a proposta avance e se torne uma realidade na cidade Com isso, espera-se que a Lei, uma vez aprovada, seja um exemplo de política pública de geração própria de energia sustentável.

“Estive hoje com o secretário Chefe da Casa Civil, Fabricio Arbex, para falar sobre a Política Municipal de Energia Solar. Estamos muito otimistas que a Prefeitura irá sancionar nosso Projeto de Lei, que já foi aprovado em primeira votação. Esse é o maior propósito do nosso trabalho”, conta o vereador.

A ideia é fazer com que a energia solar seja amplamente usada na cidade.  “Queremos que as pessoas entendam a eficiência e a importância desta fonte de energia para o meio ambiente e as futuras gerações”, finaliza.

“A primeira boneca da nossa mãe ainda está por aí”, diz Laila Zaid sobre consumo consciente

Com um discurso assertivo e afiado, a atriz e ativista ambiental Laila Zaid palestrou nesta quinta-feira (9) na BIO BRAZIL FAIR | BIOFACH AMERICA LATINA e NATURALTECH sobre os desafios do consumo consciente e sustentável.

Com o tema Consumo Sustentável para um Novo Amanhã, a ativista falou sobre os ‘obstáculos’ que as pessoas enfrentam na hora de fazer escolhas que contemplem a sustentabilidade, destacando a publicidade, as tendências, os influenciadores e o medo como as principais ferramentas do sistema capitalista para potencializar o consumo.

“A primeira boneca da nossa mãe ainda está por aí. Precisamos pensar no desgaste ambiental que esse comportamento de consumo causa e nos problemas gerados por todo esse material que é descartado por aí. Não vamos parar de consumir. Depende da gente criar novos hábitos para que o mercado se adapte à demanda”, diz Laila.

A ativista destaca que o consumo consciente hoje é considerar a cadeia circular, que significa pensar na origem, no uso, para onde esse produto vai depois e se ele pode ficar circulando.

“Por fim, o primeiro passo para o consumo consciente é consumir menos, depender menos de coisas. E se for para consumir, escolher produtos com matéria-prima natural e biodegradável, processos industriais que não são poluentes e usam mão de obra justa e que possam circular após o descarte. É preciso olhar para tudo”, afirma.

CEO do Armazém Cerealista, Emiliano Amaral prega maior troca de informações entre lojistas

Um dos destaques da programação da Arena Conhecimento da BIO BRAZIL FAIR | BIOFACH AMERICA LATINA e NATURALTECH foi a palestra de Emiliano Amaral, CEO da rede de lojas Armazém Cerealista.

A marca surgiu em 2015 com o conceito de oferecer ao consumidor uma experiência semelhante a um mercado, e menos como um empório, com foco em alimentos naturais e orgânicos. “Nosso objetivo era criar um negócio que pudesse ser um curador de alimentos para o público, sem ter de ensinar o cliente como comprar, processo que causa frustração em quem chega a um novo estabelecimento”.

Para Amaral, os lojistas desse ramo precisam ter consciência de que “a briga” não é com grandes lojas de varejo alimentar, como os supermercados, mas contra a desinformação. Como exemplo, mostrou imagens que circulam em redes sociais fazendo uma comparação simplória entre alimentos ultraprocessados, como bombons convencionais, e um punhado de amendoins in natura. A comparação simples aponta que a porção de amendoim é mais calórica, o que induz o público, em um primeiro momento, a achar que o bombom é mais saudável .

Além disso, chamou atenção para o fato de que a cadeia de lojas de produtos naturais e orgânicos ainda é desunida. “Precisamos trocar mais experiências e informações. Nós, lojistas, não podemos tratar nosso conhecimento como um material ultrassecreto. A gente fortalece o mercado dividindo processos, gestão. Isso ajuda a conquistar novos clientes para todos. Precisamos nos visitar e trocar informações, para que outros lojistas prosperem como a gente. Atualmente, a indústria é mais organizada do que nós, mas podemos chegar ao nível que eles estão”.

Desinchá é palco da apresentação da GAAB Wellness, marca autoral da influenciadora de lifestyle Gabriela

A influenciadora Gabriela (@eusougabriela) esteve nesta quinta-feira (9)  no estande da Desinchá, expositora da  BIO BRAZIL FAIR | BIOFACH AMERICA LATINA e NATURALTECH, ondeapresentou aGAAB Wellness, sua marca autoral.

O primeiro produto, a Fórmula da Beleza, é um blend  à base de colágeno hidrolisado e outros ativos voltados à saúde e estética, que buscam manutenção da qualidade de vida e fazem parte de uma nova forma de self-care, como o ácido hialurônico, a cúrcuma, o hibisco e vitaminas A, C e E, além de ser zero açúcar. Em embalagem de 200g, chega ao mercado  em três sabores: Tangerina com Cúrcuma, Limão com gengibre e Cranberry com Hibisco.

“Sentia falta de ter vários benefícios em um mesmo produto e que pudesse ser transformado em um suco saboroso. Conseguimos! Não há nada parecido com a Fórmula da Beleza no mercado!”, afirma Gabriela, que até então optava por marcas internacionais da proteína por conta do paladar e do mix de benefícios.

Com mais de um ano de desenvolvimento, a criação do produto contou ativamente com a participação da influenciadora junto a um time de pesquisas, nutrólogos, nutricionistas e engenheiros de alimentos para garantir o embasamento necessário e testes visando a formulação perfeita. “Conseguimos chegar em uma fórmula bem completa e estou muito feliz por apresentar esse produto aqui, uma feira que eu acompanho há anos, antes representando outras marcas e agora com a minha própria. É muito gratificante.”

Fórum de orgânicos traz desafios e números da produção nacional. Classe média é a que mais consome
 
O cenário da produção nacional de produtos orgânicos foi tema de diversos painéis durante a BIO BRAZIL FAIR | BIOFACH AMERICA LATINA e NATURALTECH. As apresentações fizeram parte do 16º Fórum Internacional da Produção Orgânica e Sustentável.
 
O agricultor Gilmar Ostrowski, representante da Ecoterra – Associação Regional de Cooperação e Agroecologia, com sede em Três Arroios (RS) apresentou a visão cooperativa para a cadeia de orgânicos produzidos no Rio Grande do Sul.
 
A cooperativa tem buscado mercados cada vez mais distantes da sua região no estado buscando maior público consumidor. “Para nós, a principal questão é encontrar quem precisa dos produtos, de forma que também buscamos de outras partes o que não produzimos. O caminhão não volta vazio”. Para entender melhor as variações da demanda e produção, os produtores compartilham um sistema de informação.
 
Durante o painel, os participantes também chamaram atenção para o fato de que a legislação atual impede o crescimento maior da produção orgânica, pois as exigências são as mesmas para grandes e pequenos produtores.
 
Apesar dos entraves que dificultam a escala da produção orgânica no país, o interesse e informação sobre esses produtos estão crescendo. “O produto orgânico compartilha uma marca coletiva, que é mais do que um produto sem agrotóxico, é um cultivo sofisticado, que exige desenvolvimento contínuo”, comentou Cobi Cruz, diretor da Organis – Associação de Promoção dos Orgânicos, também presente na série de painéis na Arena Conhecimento.
 
Cruz mostrou uma pesquisa da entidade que revela que cerca de 38% do consumo de orgânicos no país vem da classe B, ao passo que a classe A representa 10% da demanda.
 
Escolhas da vida moderna abrem espaço para a suplementação alimentar
 
Alimentos com baixo teor nutricional, escolha de estilo de vida que acarreta restrições alimentares, problemas de saúde, particularidades do organismo, entre outros fatores podem fazer das pessoas fortes candidatas à suplementação alimentar.
 
É o que explicou o médico nutrólogo Murilo Picanço, que ministrou nesta quinta-feira (9) a palestra Nutrologia e a Importância da Suplementação, no estande da Ekobé, na BIO BRAZIL FAIR | BIOFACH AMERICA LATINA e NATURALTECH, que acontece entre os dias 8 e 11 de junho, no Anhembi, em São Paulo.
 
Picanço afirma que é importante explicar a diferença entre um nutricionista e um nutrólogo e como escolher o profissional mais adequado de acordo com a necessidade.
 
“O nutricionista está apegado no aporte de nutrientes alimentares. Já a nutrologia está focada só no nutriente, não no alimento que contém determinado nutriente, dando a chance de usar esse nutriente não só no alimento, mas em cápsula, em líquido, em soro, em injeção. Tem nutricionista aprendendo a prescrever suplementação, mas o foco são os alimentos”, explica.
 
O médico destaca a importância da suplementação alimentar diante das demandas da vida moderna que incluem estilo de vida, como o veganismo, doenças, como intolerância à lactose e celíaca, problemas de absorção de nutrientes e até mesmo o excesso de aditivos químicos nos alimentos, que impactam no valor nutricional dos vegetais.
 
“A palavra suplementação já vem para dizer que é para suprir aquilo que você não consegue aportar totalmente na sua alimentação. Hoje os alimentos chegam na nossa mesa ricos em poluição e pobres em nutrientes, fora as escolhas pessoais, as doenças e particularidades do organismo que podem interferir na quantidade de nutrientes no corpo”, finaliza.

Famosos seguem visitando a maior vitrine do mercado de orgânicos na América Latina

O interesse pelo universo da alimentação, produtos orgânicos, naturais e sustentáveis continua a atrair famosos ao Anhembi. A cantora e influenciadora Thaeme Mariôto visitou o evento na tarde desta quinta-feira (9), quando falou do seu interesse pessoal pelos produtos naturais e orgânicos.

“Desde a gravidez da minha primeira filha, comecei a me preocupar em ter uma alimentação mais saudável, inclusive no pós-parto, para recuperação do corpo e da saúde”, afirma. Thaeme diz que hoje toda a família consome alimentos mais saudáveis, e se disse impressionada com o tamanho do evento.

Ela veio à feira como embaixadora da Vitao, marca pioneira em produtos integrais no Brasil.

INICIATIVAS SUSTENTÁVEIS

De olho na promoção de ações sustentáveis, a Francal Feiras, promotora da BIO BRAZIL FAIR | BIOFACH AMERICA LATINA e NATURALTECH, tem o selo Viva Verde. Trata-se de um reconhecimento dado aos expositores que se comprometem a gerar, a cada edição, menos lixo. Além disso, o evento conta com a gestão de resíduos, feita em parceria com uma empresa especializada e uma cooperativa, responsáveis pela separação dos resíduos gerados durante os quatro dias de evento.

Outros releases

naturalverde.png
bioverde.png

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência.