Notícias


Publicado em:
3
12/2018

Mel brasileiro se destaca nos mercados europeu e norte-americano

Produto brasileiro e seus derivados estão entre os mais puros do mundo e têm grande aceitação no exterior.



Metatags: Naturaltech, Mel, IBGE, Apicultura, Abemel, Conap
Freeimages

O setor apícola vem registrando crescimento na produção e exportação de mel e derivados. A última pesquisa, em 2016, aponta que o setor faturou mais de R$ 470 milhões. O país exportou, naquele ano, segundo o Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia (IBGE), mais de 24 mil toneladas.

O mel brasileiro e seus derivados são considerados entre os mais puros do mundo e têm grande aceitação nos mercados europeu e norte-americano. “O mel brasileiro é orgânico e um dos melhores do mundo, pela alta qualidade”, atesta Andresa Aparecida Berretta, vice-presidente da Associação Brasileira de Exportadores de Mel (Abemel).

“O mel é um alimento, mas no Brasil é considerado remédio”, aponta Cristiano Carvalho, presidente da Cooperativa Nacional de Apicultores (Conap). Enquanto cada europeu consome 1,5 kg per capta, entre os brasileiros o consumo não ultrapassa 100 gramas. Segundo Carvalho, muitos países europeus compram o mel brasileiro e agregam a produtos inferiores de outras nações para ganhar volume e diminuir os preços. A mistura não é aceita pelos mercados europeus.

Fonte: Primeira Página, com informações de O Estado de Minas


Últimas notícias

Cinco dicas do Sebrae para quem quer abrir um e-commerce

Plano de negócio é o primeiro passo para os interessados.
Leia Mais

Natal deve movimentar R$ 53,5 bi na economia

Dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e do Serviço de Proteção ao Crédito apontam que mais de 110 milhões de consumidores devem ir às compras e investir, em média, R$ 116 por produto.
Leia Mais

Uso de cosméticos por meninas antecipa a puberdade

A informação é do estudo da Universidade da Califórnia, EUA. O uso frequente desses produtos afeta os hormônios do crescimento e adiantam a puberdade de meninas na faixa dos nove anos.
Leia Mais