Notícias


Publicado em:
31
10/2018

61% dos consumidores móveis brasileiros já compraram pelo WhatsApp

Pagamento ainda não pode ser feito dentro do aplicativo, mas isso deve mudar no médio prazo.



Metatags: M-Commerce, WhatsApp, Comércio Digital, Smartphone, Consumo, Varejo online

80% dos internautas brasileiros com smartphone já realizaram compras de produtos físicos através de apps. Neste grupo, que pode ser chamado de “consumidores móveis”, 61% afirmam que já fizeram compras através do WhatsApp e 45%, pelo Facebook Messenger. É o que revela nova edição da pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre comércio móvel no Brasil.

No caso do WhatsApp, provavelmente a maioria se refere a compras feitas em pequenos estabelecimentos comerciais, como restaurantes e padarias de bairro. Cabe lembrar que o pagamento efetivamente ainda não pode ser feito dentro do WhatsApp, mas isso talvez mude a médio prazo, pois o app vem testando uma solução de pagamento na Índia e o Banco Central brasileiro estuda a regulamentação do que chama de pagamentos instantâneos.

O WhatsApp aparece em sétimo lugar no ranking elaborado pela pesquisa dos apps mais frequentemente usados para comércio móvel no País, citado por 12% dos consumidores móveis nacionais. À sua frente estão Mercado Livre, Americanas.com, iFood, AliExpress, Wish e Submarino, nesta ordem.

Foram entrevistados, em agosto, 2.069 internautas brasileiros que possuem smartphone. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais e o grau de confiança é de 95%.

Fonte: Mobile Time


Últimas notícias

Especialista recomendam velas perfumadas naturais

Uma boa dica é trocar os modelos de parafina por aqueles produzidos com cera de soja ou de abelha.
Leia Mais

Alimentação vegana começa pela compra do alimento certo

Nutricionista dá dicas para evitar confusão na hora de ler os rótulos e identificar componentes de origem animal
Leia Mais

Cada vez mais presente em cosméticos naturais, melaleuca traz vários benefícios à saúde

Substância é conhecido como antisséptico poderoso e eficaz contra bactérias, vírus e fungos.
Leia Mais